Arquivo de novembro \16\UTC 2007

Doze horas de cultura

A cidade do Crato viverá, na noite desta sexta-feira, dia 16, uma experiência cultural intensa: serão doze horas ininterruptas de música, teatro, dança, artes visuais e literatura. O evento Overdoze, que iniciará às 18h e encerrará apenas às 6h do dia seguinte, contará com apresentações de teatro, dança, lançamento de livro, apresentações musicais entre diversas outras atividades.

Mais de 200 artistas já confirmaram sua participação na maratona cultural, que é fonte de inspiração para diversos outros festivais do SESC pelo país. A proposta é de por 12 horas manter um ambiente em que os artistas possam improvisar, mostrar seus processos. Entre os espetáculos programados, estão a peça “Círculo de Giz Caucasiano” da Cia do latão (SP) e Jam Sessions com diversos músicos em frente ao SESC unidade do Crato.

O Overdoze é uma atividade performática e a expectativa é que as pessoas participem, fazendo uma madrugada diferente.  Outras informações sobre o evento podem ser obtidas na Unidade do Sesc no Crato e a programação completa você confere nesse Link do Blog.

Serviço:
OverdoZe
Dia: 16 de novembro
Horário: 18h às 06h
Local: Sesc Crato (vários espaços e Galpão das Artes)
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (estudantes, comerciários e idosos a partir de 65 anos). O ingresso dá direito a todos os espetáculos.

O Porco no Horário Maldito

o_porco.jpg

Esta noite acontece a última sessão do Horário Maldito da IX Mostra Cariri no largo da RFFESA, em Crato. Ao todo foram cinco sessões para os apreciadores das artes cênicas mais resistentes dessa Nona Mostra, que encararam, depois de um dia exaustivo de programação, o último espetáculo da noite.

Nesta última sessão do Horário Maldito, será apresentado o espetáculo O Porco, do Grupo Arquipélago (SP). O original Strategie pour deux jambons, de Raymond Cousse, foi publicado em forma de romance em 1978. Em 1979, seu autor fez uma versão para o teatro encenada por ele próprio. O sucesso foi enorme em toda a Europa. Desde então, a peça vem sendo montada em vários países.

O texto retrata um porco que relembra momentos de sua existência. Na reconstituição de sua trajetória, fala de seus antepassados, sua família, sua condição social e seus desejos. Não há metáforas. O que se ouve é o que se fala, ainda que prevaleça um jogo entre o que se expressa e o que se sente. Um jogo que se traduz em um passeio pelo “porão animal do homem a caminho do abate”.

Com texto de Antonio Andres Lapeña, direção  de Antonio Januzelli e atuação de Henrique Schafer.

Serviço:
Horário Maldito

Espetáculo O Porco – Grupo Arquipélago (SP).
Quinta-feira, 15 de novembro, no Cirquinho RFFSA, à meia-noite.
Entradas: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudantes, comerciários e idosos a partir de 65 anos).

Ceumar no Banquete Dionisíaco

ceumar.jpg

Banquete Dionisíaco de hoje traz a cantora e compositora Ceumar. No show, ela apresenta também o repertório do CD Sempre Viva, lançado em 2003, com composições próprias e de Arnaldo Antunes e Luiz Tatit, Fagner e Zeca Baleiro, entre outros. Seu primeiro CD, intitulado Dindinha, foi produzido por Zeca Baleiro e lançado em 2000.

Na seqüência, haverá o show do compositor caririense Geraldo Junior que desenvolve um espetáculo musical com canções autorais que refletem toda a beleza e diversidade da cultura nordestina, com um repertório repleto de forrós-pé-de-serra, cocos, peças de reisado, música cabaçal, cantoria etc. Na oportunidade Geraldo Junior estará lançando o seu primeiro CD intitulado Calendário.

Flô Mariazinha. Esse é o título do show da interpréte caririense Fatinha Gomes, que se diz brotar naturalmente do sopé da Serra do Araripe, trazendo consigo a garra e a essência dos povos indígenas do Cariri. Seu show é carregado de releituras de músicas de importantes compositores da região do cariri.

Serviço:
Banquete Dionisíaco
Shows de Geraldo Junior, Ceumar e Fatinha Gomes.
Dia 14 de Novembro, no Crato Tênis Clube.
Ingressos: R$2,00 (Preço Único).

Brecht no Galpão

circulo_de_giz_caucasiano2menor.jpg

Completando dez anos de atividade, a Companhia do Latão (SP) encena O Círculo de Giz Caucasiano. O espetáculo marca os 50 anos da morte de Brecht e abre um novo ciclo na história da companhia, promovendo um retorno à obra do autor, principal inspiração do grupo em sua origem.

Escrita por Bertolt Brecht entre 1944 e 1945, durante o exílio nos Estados Unidos, O Círculo de Giz Caucasiano é uma peça de narrativas concêntricas: um prólogo em que um grupo de camponeses se reúne para discutir o direito à propriedade.

A montagem dirigida por Sérgio de Carvalho resultou do contato do núcleo formado por Helena Albergaria, Martin Eikmeier e Ney Piacentini com artistas especialmente convidados, provenientes de importantes grupos teatrais do panorama atual.

A Companhia do Latão desenvolve um trabalho de crítica à sociedade capitalista, seus mitos e modos de representação. Aliam a investigação do teatro épico com técnicas brechtianas de encenação. Os espetáculos do grupo têm um caráter processual, de transformações constantes e são abertos à crítica do público, características evidenciadas desde a primeira montagem.

SERVIÇO: O Círculo de Giz Caucasiano – Às 19 horas, no Galpão das Artes (Crato – CE). Ingressos: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (estudantes, comerciários e idosos a partir de 65 anos).

Juazeiro fora do sério

Assistido por mais de 50 mil pessoas nas 45 cidades por onde passou, “Auto da Barca do Inferno”, do Grupo Fora do Sério (SP), chega ao Cariri. O espetáculo encerra a programação da Mostra de Rua, com duas apresentações em Juazeiro: dias 14 e 15, às 18 horas, no Largo do Memorial.

O texto de Gil Vicente retrata o momento em que os mortos são recebidos para iniciarem a última viagem, ao céu ou ao inferno. Vários personagens são caracterizados de forma cômica, sem deixar de ser contundente, revelando a miséria humana, as prevaricações, o suborno, a corrupção, as glórias prometidas por Deus na vida eterna.

O Grupo Fora do Sério foi fundado em 1988 e está sediado em Ribeirão Preto. Seu trabalho é baseado no estudo da Commedia Dell’Arte, movimento teatral popular que revolucionou o modo de interpretar do ator, utilizando máscaras, acrobacias, dança, música, malabarismo, interação com o espectador, e que introduziu pela primeira vez na história do teatro a mulher em cena.

Atualmente o grupo utiliza-se da máscara teatral na concepção de seus espetáculos, com uma pedagogia própria tanto para a confecção quanto para o uso desta fabulosa ferramenta de interpretação.

O Filho do Holocausto

Jorge Mautner - Foto: DivulgaçãoA programação do Café Literário de hoje traz às 19h o lançamento do livro “O Filho do Holocausto – Memórias (1941 a 1958)”  que fala das experiências afetiva, cultural e espiritual do artista Jorge Mautner, vividas em sua infância e adolescência. A autobiografia revela passagens da vida do artista, que também foi um dos primeiros defensores do rock’n’roll no Brasil. Henrique George Mautner, nasceu no Rio de Janeiro, em 17 de Janeiro de 1941. Filho de pai judeu vienense  e mãe de origem iugoslava e católica, ingressou no universo musical em 1972, ano em que gravou o seu primeiro LP. A consideração de Gilberto Gil e de Caetano Veloso pelo “gênio das artes” não é gratuita, pois Jorge concentra vários artistas em um só: ele é compositor, cantor, escritor, poeta, pianista, bandolinista, artista plástico e cartunista, entre outros, além de ser um dos artistas mais gravados no Brasil.

SERVIÇO:
Lançamento do livro “O Filho do Holocausto – Memórias (1941 a 1958)” de Jorge Mautner
14/11 – 19h 
Local: Café Literário RFFSA / Gratuito

Diário de um Louco no Marquise Branca

Diário de Um Louco será apresentado hoje, no Teatro Marquise Branca, em Juazeiro do Norte, com entrada franca. O espetáculo conta a história de um funcionário público desesperado de paixão pela filha do chefe, que cria para si um trono e uma coroa na tentativa de superar sua medíocre existência. A sua total alienação e a força que pesa sobre ele, desde sua depressão até a máquina chamada Estado, o faz enlouquecer e terminar em um manicômio. Toda a peça é narrada por esse personagem, que é anônimo.

A visão do mundo ao seu redor, as percepções, angústias e confusões fazem deste texto do século 19, baseado no conto de Nikolai Gogol, uma obra atualíssima. Os questionamentos sobre a burocracia, o poder, visto pela ótica do mais fraco que ambiciona tanto ser “alguém” e assim conquistar Sophie, a filha do chefe, que seria o símbolo de sua felicidade e sucesso social.

A direção é de Jorge Bweres e André Morais, com texto (adaptado do conto de Nikolai Gogol) e interpretação de André Morais.

SERVIÇO: Diário de um Louco, no Teatro Marquise Branca, às 23 horas. Entrada franca. O Sesc disponibilizará transporte gratuito a partir das 22h com paradas nos seguintes locais: Ingra Hotel – Panorama Hotel – Hotel San Felipe – SESC Juazeiro – Teatro Marquise Branca. A peça também será encenada na cidade do Crato, amanhã, dia 14, às 22h, no Teatro do SESC.


Fotos

Mais fotos

Contato

PROGRAMA CULTURA
SESC Administração Regional
Av. Duque de Caxias, 1701
Centro / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3452 9066
Fax: 3452 9065
danejade@sesc-ce.com.br

SESC Fortaleza
Rua Clarindo de Queiroz, 1740
Fortaleza - CE
Fone: (85) 3452 9072

SESC Centro
Rua 24 de Maio, 692 - Centro
Fortaleza - CE
Fone: (85) 3455 2110

SESC SENAC Iracema
Rua Boris, 90 - Praia de Iracema
Fortaleza - CE
Fone: (85) 3452 1242

Centro Cultural
SESC Luiz Severiano Ribeiro
Praça do Ferreira, s/n - Centro
Fortaleza - CE
Fone: (85) 3253 3332

SESC Iparana
Praia de Iparana, s/n
Caucaia - CE
Fone: (85) 3318 4901

SESC Crato
Rua André Cartaxo, 443
Crato - CE
Fone: (88) 3523 4444

SESC Iguatu
Rua 13 de Maio, 1130
Iguatu - CE
Fone: (88) 3581 1130

SESC Juazeiro do Norte
Rua da Matriz, 227
Juazeiro do Norte - CE
Fone: (88) 3512 2532

SESC Sobral
Praça Dep. Fco. Monte, 902
Sobral - CE
Fone: (88) 3611 0954